Quando trocar os amortecedores

car-repair-362150_1920

Principais responsáveis pela absorção dos impactos e ligação entre as suspensões do automóvel, os amortecedores são peças fundamentais para o bom funcionamento e segurança do veículo em altas velocidades, além de proporcionar mais conforto para passageiros e motoristas.

O tempo médio para a vistoria ou substituição dos amortecedores é de 40 mil quilômetros. Porém, vale lembrar que a troca desse equipamento depende exclusivamente do desgaste causado pelo tipo de pavimentação sobre a qual o veículo trafega. Por consequência, a quilometragem necessária para alterar esses itens pode sofrer variações.

Identificando o problema

Geralmente os amortecedores costumam dar sinais claros para o motorista quando estão próximos do fim de sua vida útil. Alguns dos sintomas que indicam o seu desgaste são: aquaplanagem, balanço e deslocamento lateral da carroceria, vibração do volante, aumento no desgaste dos pneus e na distância de frenagem.

Para garantir aderência do pneu ao solo, os amortecedores trabalham de forma com que podemos chamar de “indo e vindo”. Dessa maneira, eles filtram e transferem o movimento de desnivelamento da pista para os braços das suspensões do automóvel. O motorista pode identificar quando esse tipo de ação deixa de acontecer enquanto dirige, uma vez que o veículo fica com aspecto de um barco em um rio, causando grande incômodo a ele e aos outros passageiros.

Além disso, essa falha no desempenho pode comprometer a segurança do veículo em curvas, já que os amortecedores não conseguem conter a rolagem da carroceria em pistas sinuosas. Ruídos metálicos e vazamentos de óleo do amortecedor também são alguns sinais de seu desgaste, que merecem atenção.

Mesmo que apenas um dos amortecedores esteja apresentando defeito, o indicado é que se troquem os pares desses equipamentos – dianteiros ou traseiros, por exemplo – para que assim a suspensão continue equilibrada ao eixo do veículo.

Preço

Modelo, ano de fabricação do automóvel e fabricante do equipamento são alguns dos fatores que podem influenciar no preço dos amortecedores. Em média, o par desse equipamento custa a partir de R$ 189 para veículos de entrada, porém podem ultrapassar o valor R$ 10 mil para automóveis mais sofisticados e importados.

Apesar do alto valor, não é recomendável fazer a compra de componentes recondicionados.Esse tipo de equipamento reutilizado não garantirá a mesma eficiência, durabilidade e segurança de um novo. Outra desvantagem para o bolso do consumidor é a relação custo benefício que esse tipo de material oferece.

 

Fontes: Estadão.com.br; extra.com.br; wallmart.com.br; globoplay.globo.com.br

Adicionar a favoritos link permanente.