Pra que serve? – Óleo de Motor

óleo de motor

Quando e por que checar o óleo do motor!

Afinal, você sabe para o que serve o óleo do seu carro ou o qual a importância da sua manutenção? Bom, caso sua resposta seja não, saiba que a falta de óleo em seu veículo pode causar sérios problemas no seu bolso.

Pra que serve e como funciona?

O óleo tem cinco finalidades básicas que são extremamente importantes para o bom funcionamento do veículo e para a durabilidade de seu motor, prevenindo assim futuros problemas. Uma de suas funções primárias é a lubrificação das partes mecânicas, causando a diminuição de atritos e evitando desgastes excessivos das peças.

Manter a temperatura do motor estável e deixá-lo limpo também é uma de suas funcionalidades. Outra propriedade do óleo é que ele trabalha como agente de vedação, ou seja, ele impede que o lubrificante vaze do sistema e que algum tipo de elemento externo entre e o contamine.

Manutenção: Checagem do óleo

Para começarmos é necessário que você descubra quantos quilômetros ainda faltam para fazer a troca completa. Geralmente isso está descrito naquela pequena etiqueta colada no para-brisa dianteiro do veículo.

Após fazer isso, verifique o nível do óleo no motor, com o veículo desligado há no mínimo 10 minutos e de preferência em um local plano, lembre-se de deixar o capô aberto para ajudar na dissipação do calor.

Identifique a vareta do motor, retire-a e seque a ponta da vareta, certificando que não tenha ficado nenhum resíduo nela. Após isso, faça a medição do nível de óleo observando entre os dois marcadores na ponta do medidor que apontam o máximo e o mínimo. Se ao observar o nível estiver entre as duas, não há necessidade de completar ou de troca.

Vida útil: Tipos de óleo e suas diferenças

Atualmente três diferentes tipos de óleo são os mais populares no mercado automotivo, os de base mineral, os semissintéticos e por último o sintético.

A grande diferença entre esses óleos está no processo de obtenção básica, de onde surge a classificação como óleo de base mineral ou de base sintética.

Os óleos minerais são os mais populares e caracterizam-se pela obtenção através da separação de componentes e refino do petróleo. Ele é aceito na maioria dos motores, entretanto, são os menos duradouros, sua vida útil é em torno de 5 mil quilômetros, se não houver o cuidado necessário pode-se desencadear uma carbonização que irá causar futuros problemas.

Já o óleo sintético é o que possui maior resistência ao envelhecimento. Ele é mais elaborado e com isso mantém uma viscosidade constante, independentemente da temperatura do motor. Porém, uma de suas desvantagens é o preço elevado.

Para utilizar esse tipo de óleo é bom estimular um custo/benefício. Se você utiliza o seu carro diariamente ou de forma constante e anda muitos quilômetros, esse é o ideal, pois a troca é mais demorada.  Obtido por reações químicas em plantas petroquímicas, os óleos sintéticos são mais leves e possuem durabilidade média de 20 mil km.

Enquanto isso, os semissintéticos são o equilíbrio entre os outros dois, reunindo as melhores qualidades e associando otimização ao custo. Ideais para quem possui um veículo mais potente e de altas rotações, porém, com o cuidado necessário, esse tipo de óleo também pode ser usado em veículos fora desse perfil. Sua resistência é de cerca 10 mil km.

Qual é o óleo do meu carro e qual deve ser utilizado?

Seguir as normas do fabricante que estão escritas no manual do veículo é fundamental, lá estão especificados os tipos de óleos que podem ser utilizados no motor. Lembrando que a marca do lubrificante pode até pode ser alterada, mas a especificação não!

A especificação é padrão, para que assim você possa aplicar o lubrificante correto no motor trazendo melhorias no consumo de combustível e na durabilidade e eficiência do carro.

 

Fontes:

http://www.papodehomem.com.br/quando-trocar-o-oleo-do-carro/

http://economia.terra.com.br/carros-motos/meu-automovel/aprenda-o-metodo-certo-de-verificar-o-oleo-do-carro,f3d47ff755dee310VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html

http://www.consumerreports.org/cro/news/2015/08/how-to-check-your-oil/index.htm

Adicionar a favoritos link permanente.