México avança nos estudos de biocombustíveis

O México é um país bastante conhecido pela sua relação estreita com o consumo e extração de petróleo. Lar de uma das maiores capitais do mundo em população e densidade demográfica, a Cidade do México também atualmente representa uma das principais capitais financeiras da Pan-América.

A última década o México teve sua trajetória marcada por uma série de avanços na pesquisa de fontes de energia alternativas. No início deste mês um importante vôo ocorreu unindo a capital espanhola Madrid à Cidade do México. Durante suas quase seis horas de voo, esta aeronave consumiu uma nova mistura de biocombustível, desenvolvida em terras mexicanas.  Composta de 30% de um composto extraído do Pinhão Manso e do Agave (vegetal usado para fazer a Tequila) o novo biocombustível chamou a atenção da comunidade científica mundial.

Sem concorrer com espaços na terra dedicada a agricultura ou a agropecuária, a mistura do  chamado pinhão “Jatropha” com o Agave se mostrou uma alternativa bastante adequada na composição do quadro de estudos dos biocombustíveis desenvolvidos para a aviação.

O voo faz parte de uma série de iniciativas do governo e da iniciativa privada em direção da exploração de novas fontes de energia dedicada a redução de consumo de petróleo. Atualmente a pesquisa de novas fontes de energia é um assunto prioritário para o México que tem os Estado Unidos como grande colonizador e fornecedor de insumos duráveis e não-duráveis.

Saiba mais:

http://edition.cnn.com/2011/WORLD/americas/08/12/mexico.biofuels/index.html

Sobre DryWash

Rede especializada em produtos e serviços para limpeza e conservação de veículos. Com foco em desenvolvimento sustentável, inovação e qualidade.
Adicionar a favoritos link permanente.