Dicas de limpeza e cuidados com os bancos de couro

O revestimento em couro dos bancos promove um aspecto mais bonito do interior do veículo, além de facilitar a limpeza e conservação em relação ao tecido. Mas apesar dos benefícios, o couro é uma superfície muito sensível que requer diversos cuidados para evitar o desgaste e deterioração. Confira neste artigo algumas das dicas mais importantes na manutenção do perfeito estado do couro.

O couro natural é uma parte da pele bovina, tratada e curtida por diversos processos químicos, especificamente para ser utilizada no revestimento dos bancos de carros, motos e outros veículos. Por ser de origem animal, o cuidado com a manutenção deve ser redobrado devido à sua natureza muito mais sensível do que um material sintético.

E por falar em sintético: Atualmente muitas montadoras estão trocando o couro natural pelo couro sintético, principalmente pelo fato do custo reduzido e também devido aos avanços da tecnologia, que permitiram a criação de couros sintéticos que se assemelham (e muito) ao couro legítimo. Além disso, ele é mais fácil de ser limpo e exige menos cuidados.

Mas independente se o couro for natural ou sintético, o cuidado com essa superfície deve ser alto, porque ela está sempre em constante atrito contra as roupas e pele do motorista e de seus passageiros.

E como ele deve ser tratado?

A primeira e mais importante ação é a limpeza do couro, que pode ser feita de duas formas. A primeira é a manutenção semanal, sem nenhum produto químico. Você pode aspirar o banco (com cuidado!) e passar um pano seco para remoção de migalhas e outras sujeiras sólidas.

 E se cair um líquido, como café, água ou suco?

O mais importante nesse caso é tentar limpar a superfície o mais rápido possível. O couro absorve bem menos do que os bancos em tecido, mas se o líquido permanecer por um grande tempo, ele provavelmente entrará no estofado, o que dificultará a limpeza. Então, o mais adequado é secar tanto quanto possível o excesso de líquido da superfície, e depois passar um pano com um limpador multiuso adequado para este fim. (Conheça mais sobre o Limpador MultiUso DryWash aqui).

E depois da limpeza? O que fazer?

O couro é um material sensível ao sol e ao calor. Por isso, é sempre importante mantê-lo hidratado. A hidratação do couro é simples, na qual são utilizados produtos desenvolvidos especialmente para os couros automotivos (Conheça o Hidrata Mais DryWash aqui). O importante nesse caso é ter feito a limpeza efetiva do couro antes da hidratação, senão ela não será funcional e o couro não ficará protegido.

De quanto em quanto tempo eu devo hidratar o carro?

Isso vai depender muito do uso e da exposição do couro ao sol. Recomendamos que o couro seja hidratado pelo menos uma vez a cada 6 meses, mas se for observado que o couro está desidratado, o mesmo deve ser tratado assim que possível, porque este é o primeiro passo para que ele perca o brilho e comece a rachar.

 Veja abaixo a diferença entre duas partes do couro de um banco. À esquerda da foto, o couro está hidratado e à direita não está!

Dica importante: Um couro rachado jamais volta ao estado natural novamente! Então cuide muito bem dos couros do veículo para que não seja necessário trocá-los, o que traz um gasto bem mais alto do que aquele com a manutenção periódica dos mesmos. 🙂

 

Se deseja hidratar os bancos do seu carro na DryWash, conheça aqui a loja mais próxima da sua casa.

Ou clique aqui se deseja conhecer mais sobre os produtos da DryWash.

 

Fonte:
http://quatrorodas.abril.com.br/reportagens/servicos/couro-artificial-746887.shtml

Sobre Italo Rogerio de Jesus

Químico formado pela Unicamp, trabalha na DryWash desde 2010 na área de Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos. Apaixonado por inovação de produtos e processos, atualmente gerencia a área de Marketing e Produtos da empresa.
Adicionar a favoritos link permanente.