A folia acabou. E agora?

É…finalmente acabou o carnaval. E andando pelas ruas é possível perceber o resultado de todos esses dias de folia. É lixo por toda parte e nessa hora vêm à cabeça: Aonde ele vai parar?

Durante o próprio carnaval, vemos a participação de cooperativas de catadores, os quais têm um papel significativo nessa história, mas que ainda não é suficiente para conseguirmos acabar com todos os desperdícios derivados dessa época, pois, infelizmente, nem tudo é reciclado ou é possível de ser reutilizado, como é o caso do látex e o isopor, que além de tudo, é difícil de ser encaminhado para a reciclagem.

Essa é uma realidade que afetou várias cidades no Brasil, assim como no Rio de Janeiro, onde foi analisado o cenário do lixo em relação às escolas de samba e aos blocos de rua, onde até segunda-feira, dia 07, os 440 blocos que haviam desfilado deixaram para trás mais de 360 toneladas de resíduos. Em relação ao sambódromo, não foi diferente, 29,8 toneladas de lixo foram recolhidas em sua área externa, e na parte interna, precisou contar exclusivamente com 164 garis para conseguir limpá-la por completo.

Segundo a gerente da Área de Economia Criativa do Sebrae – Rio, Heliana Marinho, que coordena pesquisa sobre a economia do carnaval, alega que o carnaval “é uma festa “deficitária” na área econômica e “insustentável” na questão ambiental”, visto que os recursos aplicados pelos governos no evento poderiam ser substituídos por incentivos do setor privado e o lixo gerado nos desfiles das escolas de samba poderia ser reaproveitado.

Sabemos que para as escolas de samba em geral, é difícil diminuir o número de descarte produzido neste período, no entanto, todo os foliões podem colaborar para produzirem menos resíduos e evitar desperdícios, independente do lugar que tenham optado em festejar. Confira aqui algumas dicas para evitarmos desperdícios, que servem não só para o carnaval, como para todos os feriadões que vierem pela frente: Dicas para um carnaval consciente

É pessoal, já passou da hora de pensarmos juntos como fazer para tornar nossa festa brasileira mais sustentável. O que você acha?

Fonte: A Vida como a vida quer
Blog do Moleco

Sobre DryWash

Rede especializada em produtos e serviços para limpeza e conservação de veículos. Com foco em desenvolvimento sustentável, inovação e qualidade.
Adicionar a favoritos link permanente.